A tradicional celebração da Missa do “Galo”, será neste sábado (24), às 20h, na matriz auxiliar. Padre Marcelo Chelles presidirá a celebração e contará com a presença do vigário paroquial padre Matheus Pigozzo e os diáconos Arildo e Arley.

Leia mais:Missas de Natal e Ano Novo

Dia 14 de dezembro, as Psicólogas Nelcy e Cláudia (que fazem trabalho de atendimento na paróquia), convidam para uma palestra que acontecerá no Salão Paroquial às 17h.

O tema da palestra será "Transtorno do pânico",  e o assunto estará aberto para todos que desejarem conhecer um pouco mais sobre os sintomas deste mal.

O arcebispo de Florianópolis (SC), Dom Wilson Tadeu Jönck, expressou solidariedade às vítimas do acidente com o time da Chapecoense (SC)na madrugada desta terça-feira, 29.

“Deixamos nossas condolências à Associação Chapecoense de Futebol, aos familiares das vítimas e toda Chapecó. Nos solidarizamos com toda a cidade”, escreveu o arcebispo.

O time de futebol seguia para a Colômbia onde disputaria amanhã, 30, a primeira partida da final da Copa Sul-Americana. O avião que transportava 81 pessoas, entre tripulantes, jogadores, equipe técnica e profissionais da imprensa, caiu no município de La Ceja, perto de Medellín.

Pelo facebook, a diocese de Chapecó também manifestou orações pelas vítimas. “Nossa solidariedade a todos os envolvidos, vítimas, familiares e amigos. Que Deus conforte a todos neste momento de dor. Nossa oração por todos! #ForçaChape”.

Segundo a polícia colombiana,foi confirmada a morte de 76 pessoas no acidente.

Fonte: Canção Nova

No dia 24 de novembro, quinta-feira, dois Arautos do Evangelho estiveram participando da missa das 19h presidida pelo padre Marcelo Chelles.

Os Irmãos Fabio e Felippe, provenientes de São Paulo e Nova Friburgo (respectivamente), descobriram ainda na adolescência suas vocações religiosas.

Fabio aos 16 anos e Felippe aos 12 anos, tiveram conhecimento do Apostolado do Oratório ” Maria Rainha dos Corações” através do Projeto Futuro e Vida, uma iniciativa sociocultural inédita, direcionada ao público estudantil a fim de oferecer uma opção pedagógica complementar, por meio das artes cênicas, música e esporte, através da participação em ciclos de atividades gratuitas no Centro Juvenil dos Arautos.

O apostolado é coordenado por seu fundador Mons. João Clá Dias, e visa prestar à Virgem Mãe de Deus o mesmo serviço que lhe prestou outrora São José em Belém. Ou seja, através de coordenadores escolhidos, percorre as cidades, de casa em casa. Os irmãos que aqui estavam vinham visitar as casas das pessoas assinantes da revista do apostolado, fazendo orações, leituras da palavra. Além disso fazem missões, como obras de caridade e apostolado com jovens, e não se limitam a ficar no nosso país, os dois Arautos visitantes já visitaram países como Alemanha, Itália, Espanha, Bolívia entre outros.

Os Arautos já estão fazendo seus estudos a caminho da ordenação sacerdotal, Felippe terminou nesse ano a filosofia, enquanto Fabio no ano que vem (2017) vai ser ordenado diácono.

Eles deixaram o convite aos jovens da nossa Paróquia a conhecer o trabalho do Apostolado, e a estarem nos encontros, que ocorrem nas sedes do Apostolado mais próximas, em Campos dos Goytacazes e Nova Friburgo, mais informações no site http://oratorio.blog.arautos.org/

Por: Guilherme Gonçalves

A Pastoral da Aids da Arquidiocese de Niterói atuará em parceria com as Secretarias de Saúde dos Municípios que disponibilizarão profissionais para atendimento nas ações de prevenção e diagnóstico do HIV/aids no mês de dezembro. Juntamente com as ONGs e outras instituições estará organizando palestras, panfletagens, celebrações e outras ações onde conclamará toda a população a se juntar ao mês de Luta Contra a Aids.

A campanha deve focar na importância do início imediato do tratamento com antirretrovirais, que é o segundo pilar na meta 90-90-90 para erradicação da epidemia (testar 90% das pessoas que possuem HIV; incluir no tratamento 90% das pessoas com HIV; 90% das pessoas em tratamento com carga viral suprimida).

O Ministério da Saúde (MS), em julho de 2016, divulgou que existam aproximadamente 800 mil pessoas vivendo com HIV no Brasil e que, destes, estão em tratamento 405 mil soropositivos, um pouco mais da metade. Sabemos que no Brasil morrem 12.500 por ano por causa da aids. Foram 15.181 novos casos de infecção registrados até o fim de junho de 2015. Destes, cerca de dois 2.000 foram detectados em jovens com idade entre 15 a 24 anos.

A Pastoral da Aids entregou todo material de Prevenção e Informação para a Campanha do Dia 1º de Dezembro a ser distribuído no último final de semana dos dias 26 e 27 de novembro nas Paróquias da Arquidiocese de Niterói onde a Pastoral da Aids tem agentes. Durante os avisos da Santa Missa será indicado os lugares onde os exames de HIV poderão ser realizados para que as pessoas possam procurar os postos de saúde e realizar o Diagnóstico Precoce do HIV/aids. Vale lembrar que é gratuito, seguro e sigiloso.

Locais onde serão oferecidos os testes rápidos de HIV/aids que contará com o apoio da Pastoral da Aids:

Vicariato Rural

Paróquia N. Sra do Amparo - Dia 1º de dezembro das 9h às 16h – Posto de Saúde Centro I, no Posto de Saúde da Vila Cortes e no Posto de Saúde de Duques.

Vicariato São Gonçalo e Alcântara

Clínica Municipal Gonçalense - Rua Heitor Levi, nº 34 - Barro Vermelho: dia 1º de dezembro das 8h às 17h;

Pólo Sanitário Hélio Cruz - Rua da Concórdia S/N – Alcântara: dia 1º de dezembro das 8h às 17h.

Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Engenho Pequeno – São Gonçalo, Rua Mentor Couto, nº 925: dia 21 de dezembro às 9h30.

Vicariato Niterói

Paróquia Santo Cristo dos Milagres - Capela de Santo Antônio e Santa Luzia. Endereço: Trav. Luís Nascimento Lopes, 109 – Fonseca/Niterói – dia 03 de dezembro das 9h às 15h.

Grupo Pela Vidda – Niterói: Rua Guilherme Briggs, nº 9, São Domingos/ Niterói. De segunda a sexta-feira durante o ano inteiro de 13h às 17h;

Vicariato Lagos

Paróquia Imaculada Conceição em Iguaba Grande - Casa da Misericórdia São Francisco de Assis: dia 1º de dezembro das 9h às 17h. Endereço: Estrada do Sopotó, 94, Centro. Às 16h haverá uma palestra sobre HIV/aids.

Paróquia São Sebastião em Araruama – Praça em frente à Rodoviária no Centro/Araruama: dia 1º de dezembro das 8h às 16h.

Paróquia N. Sra Assunção em Cabo Frio – no consultório da Igreja Matriz Auxiliar: dia 1º de dezembro das 8h às 12h e das 14h às 17h.

Vicariato Oceânico

Paróquia N.Sra do Amparo:

Praça do Turismo – Centro de Maricá, dia 01 de dezembro.

Prefeitura da Maricá – Centro de Maricá, dia 02 de dezembro:

A Pastoral da Aids convida todos para divulgar e participar da Luta Contra a Aids. Participe conosco das Celebrações da Santa Missa nos Vicariatos onde os agentes estarão presentes e rezando na intenção do bom êxitos das ações do “Dezembro Vermelho”:

Vicariato Rural: Paróquia São Pedro Apóstolo. Venda das Pedras/Itaboraí – Domingo 27/11 às 7h;

Vicariato São Gonçalo: Paróquia São Gonçalo do Amarante – Domingo dia 04/12 às 11h;

Vicariato Oceânico: Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus – Domingo dia 04/12 às 19h.

Vicariato Alcântara: Paróquia São Pedro de Alcântara – Quinta-feira dia 01/12 às 12h. Domingo dia 04/12 às 18h.

Padre Ricardo Dias
Assessor Eclesiástico Arquidiocesano de Niterói da Pastoral da Aids

“Misericórdia e mísera” é o título da Carta Apostólica do Papa Francisco publicada ao final do Jubileu Extraordinário da Misericórdia.

A carta, disponível em português, é dividida em 22 pontos e começa com a explicação do título: misericórdia e mísera são as duas palavras que Santo Agostinho utiliza para descrever o encontro de Jesus com a adúltera.

“Esta página do Evangelho pode ser considerada como ícone de tudo o que celebramos no Ano Santo. (…) No centro, não temos a lei e a justiça legal, mas o amor de Deus. (…) Não se encontram o pecado e o juízo em abstrato, mas uma pecadora e o Salvador. (…) A miséria do pecado foi revestida pela misericórdia do amor”, escreve o Pontífice.

Perdão e caridade: estes são os dois eixos centrais da Carta Apostólica. O Papa recorda que ninguém pode pôr condições à misericórdia; “esta permanece sempre um ato de gratuidade do Pai celeste”. Agora, concluído este Jubileu, é tempo de olhar para frente e compreender como se pode continuar experimentando a riqueza da misericórdia divina.

Celebração eucarística

Em primeiro lugar, Francisco aponta a celebração da misericórdia através da missa. Dirigindo-se aos sacerdotes de modo especial, o Papa recomenda a preparação da homilia e o cuidado na sua proclamação. “Comunicar a certeza de que Deus nos ama não é um exercício de retórica, mas condição de credibilidade do próprio sacerdócio”, adverte o Pontífice. O Papa faz algumas sugestões, como de um domingo dedicado inteiramente à Palavra de Deus, em prol de sua difusão, conhecimento e aprofundamento.

Perdão

O Pontífice dedica amplo espaço na Carta Apostólica para falar do sacramento da Reconciliação, “que precisa voltar a ter o seu lugar central na vida cristã”. Francisco agradece aos “missionários da misericórdia”, que ele instituiu no início deste Jubileu para aproximar os fiéis da confissão. De fato, determinou que este ministério não termine com o fechamento da Porta Santa, mas permaneça até novas ordens. Aos confessores, o Papa pediu acolhimento, disponibilidade, generosidade e clarividência. “Não há lei nem preceito que possa impedir a Deus de reabraçar o filho. Deter-se apenas na lei equivale a invalidar a fé e a misericórdia divina”, escreve, pedindo que seja reforçada nas dioceses a celebração da iniciativa “24 horas para o Senhor”, nas proximidades do IV domingo para a Quaresma.

Absolvição do aborto

Neste contexto, se encontra a grande novidade da Carta Apostólica. A partir de agora, o Pontífice concede a todos os sacerdotes a faculdade de absolver a todas as pessoas que incorreram no pecado do aborto. “Aquilo que eu concedera de forma limitada ao período jubilar fica agora alargado no tempo, não obstante qualquer disposição em contrário. Quero reiterar com todas as minhas forças que o aborto é um grave pecado, porque põe fim a uma vida inocente; mas, com igual força, posso e devo afirmar que não existe algum pecado que a misericórdia de Deus não possa alcançar e destruir, quando encontra um coração arrependido que pede para se reconciliar com o Pai. Portanto, cada sacerdote faça-se guia, apoio e conforto no acompanhamento dos penitentes neste caminho de especial reconciliação.”

Fraternidade de S. Pio X

Na mesma linha, o Papa estende a absolvição sacramental dos pecados aos fiéis que frequentam as igrejas oficiadas pelos sacerdotes da Fraternidade de São Pio X, instituída no Ano Santo. “Para o bem pastoral destes fiéis e confiando na boa vontade dos seus sacerdotes para que se possa recuperar a plena comunhão na Igreja Católica, estabeleço por minha própria decisão de estender esta faculdade para além do período jubilar, até novas disposições sobre o assunto, a fim de que a ninguém falte jamais o sinal sacramental da reconciliação através do perdão da Igreja.”

Caridade

Francisco fala ainda da importância da consolação, principalmente na família e no momento da morte, mas é à caridade que dedica outra grande parte da Carta Apostólica: “Termina o Jubileu e fecha-se a Porta Santa. Mas a porta da misericórdia do nosso coração permanece sempre aberta. (…) Por sua natureza, a misericórdia se torna visível e palpável numa ação concreta e dinâmica”.

O Papa cita algumas iniciativas deste Ano Jubilar, como as sextas-feiras da misericórdia, para agradecer aos inúmeros voluntários que dedicam seu tempo ao próximo. Mas para incrementar essas iniciativas, o Pontífice pede que se “arregace as mangas”, com imaginação e criatividade. As obras de misericórdia – escreve – têm “valor social” diante de um mundo que continua gerando novas formas de pobreza espiritual e material, que comprometem a dignidade das pessoas.

“O caráter social da misericórdia exige que não permaneçamos inertes mas afugentemos a indiferença e a hipocrisia para que os planos e os projetos não fiquem letra morta.” Para Francisco, com as obras de misericórdia se pode criar uma verdadeira revolução cultural.

Dia Mundial dos Pobres

No final da Carta Apostólica, como mais um sinal concreto deste Ano Santo Extraordinário o Pontífice institui para toda a Igreja o Dia Mundial dos Pobres, a ser celebrado no XXXIII Domingo do Tempo Comum. “Será a mais digna preparação para bem viver a solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo Rei do Universo, que Se identificou com os mais pequenos e os pobres. Será um Dia que vai ajudar as comunidades e cada batizado a refletir como a pobreza está no âmago do Evangelho e tomar consciência de que não poderá haver justiça nem paz social enquanto Lázaro jazer à porta da nossa casa. Além disso este Dia constituirá uma forma genuína de nova evangelização.”

Expediente

Seg. a sex. 9h às 18h, Sáb. 9h às 12h
E-mail: secretariaparoquial@pnsassuncao.org.br
Tel.: (22) 2643-0082

Bênção do Santíssimo Sacramento

Qui., às 18h (antes da Santa Missa), na Matriz Histórica

Batismo

Inscrições às terças, das 9h às 12h e 14h às 17h, na Matriz Auxiliar

Bênçãos de objetos (veículos, casas e outros)

Marcar previamente na Secretaria Paroquial

Matrimônio

Informações e entrega de documentos na Sec. Paroquial com a presença dos noivos