Havia muito tempo que a comunidade católica de Cabo Frio sonhava em poder erguer um novo templo, uma vez que a bela e tricentenária Igreja Matriz já não comportava tão grande número de fiéis.

Incentivados pelo então pároco de Nossa Senhora da Assunção, o Padre João Luis Franco Assumpção, os paroquianos começaram a se mobilizar para ver realizado o sonho da construção da Igreja Matriz Auxiliar.

Para isso, no dia 25 de novembro de 1998, reunido no Salão Paroquial sob a direção do pároco, o Conselho de Administração e Economia lançou a “Campanha dos 1000 padrinhos”, que iria alavancar a construção.

O lançamento da Pedra Fundamental aconteceu no mesmo ano, no dia 9 de dezembro, data em que toda a paróquia se reunia para o Tríduo festivo em preparação à ordenação sacerdotal de dois filhos da terra: os gêmeos Wallace e Wellington, que mais tarde se tornariam sacerdotes da nossa Arquidiocese.

O arcebispo da época, Dom Carlos Alberto Navarro, presidiu a Missa, que foi concelebrada pelo pároco e por vários sacerdotes da região, no terreno determinado para a construção, ao lado da Casa Paroquial, chamado “Campo da Cruzada”.

Seguindo às orientações do Padre João Luis, foi preparada uma caixa com os documentos da época, para ser colocada abaixo da Pedra Fundamental: jornais, moedas, primeiros padrinhos inscritos, ata comemorativa ao lançamento do evento, assinada pelas autoridades eclesiais e civis que se faziam presentes. A planta da nova igreja também fez parte dos documentos e foi assinada pelo jovem arquiteto Gustavo Rosa de Andrade, filho de família cabo-friense, indicado pelo pároco e pelos conselheiros para ser o autor do projeto. Também foi anexada uma relação como nome dos que faziam parte do Conselho de Administração e Economia e que iriam ajudar ao Corpo Técnico, na administração da obra: Conselheiros: Alcir Francisconi, Juarez de Paula Soares, Adelício José dos Santos, Jorge Luis, Cilésio Luis Coelho, Elzinha Santa Rosa Bernardo. Corpo Técnico: arquiteto Gustavo Rosa e os engenheiros Marcos Tavares, Paulo e Cristiana Aurenção e José Deguchi.

Em 1990, o canteiro de Obra foi montado e as paredes começavam a subir, impulsionadas pela força de vontade dos paroquianos e dos turistas que, maravilhados como projeto, também aderiram a essa grande causa. A “Campanha dos 1000 padrinhos” se tornava uma realidade. Depois, outras campanhas foram surgindo: campanha do ferro, do cimento, do tijolo e muitas outras iam surgindo.

Em 2000, os paroquianos entraram no novo templo. A primeira Missa foi presidida pelo padre João Luis e cantada pelo grupo Santa Cecília. A paróquia não parava de trabalhar. “Festas da Padroeira”, de “Corpus Christi”, “Almoços de confraternização”, “Chá com o Padre”, “Ação entre Amigos”, a criação da “Cantina Mãe Rainha” e muitas outras iniciativas foram realizadas como mesmo objetivo: angariar fundos para a construção.

Em 2001, no dia 16 de setembro, o Padre João Luis presidiu sua última Missa como pároco da Nossa Senhora da Assunção. Ao final da celebração, o documento de transferência foi assinado pelos dois sacerdotes: Padre João Luis, transferido para a paróquia de N. Sra. das Dores, no Ingá, em Niterói, e Padre José Júlio, novo pároco de N. Sra. da Assunção. Alguns dias antes de sua ida, o Padre João Luis fez sua última campanha: das cadeiras. Cada paroquiano comprou a sua, que custou sete reais. Foram mil cadeiras de ferro.

Em 2002, foi implementada a Campanha do forro. Feito de madeira nobre, ipê tabaco, tipo exportação. E outras campanhas: das esquadrias, das vidraças, das luminárias e outras sugestões vindas da comunidade. Mais uma grande etapa precisava ser vencida: a compra do piso, granito laranjeira.

Em 2003: Na Festa de Corpus Christi, após a Missa da manhã, os paroquianos receberam a notícia de que a quantia referente à compra do piso seria doada por um grupo de empresários da cidade, articulado pelo então prefeito, Sr. Alair Corrêa. O piso foi colocado no mesmo ano.

Em 2004, foi iniciada uma campanha para a compra dos umidificadores. Os bancos da Capela do Santíssimo foram doados por um irmão turista, Sr. Jóssio, que todos os meses nos visitava sendo devoto de N.Sra. da Assunção.

Em 2005, as cadeiras de ferro foram trocadas pelos 200 bancos, também em ipê, para compor toda a Igreja. Na semana da Festa da Padroeira do ano seguinte, chegou a primeira remessa dos novos bancos, que eram colocados à medida que ficavam prontos. E muitas famílias se cotizavam e ofereceram ao Senhor seus presentes. Mas a comundade ainda tinha o desafio de construir o Painel que iria compor o presbitério, com o tema “A Assunção de Maria”. A obra seria encomendada ao arquiteto e artista plástico Cláudio Pastro, considerado como um marco e uma referência para a arte sacra atual no Brasil e conhecido internacionalmente por seus belos trabalhos.

No mesmo ano, o prefeito eleito, Dr. Marcos da Rocha Mendes, em seu primeiro encontro com a comunidade católica de Cabo Frio, elogiou a beleza do novo templo e presenteou a comunidade com o painel da “Assunção de Maria”.

Em 2007, foi preparado o presbitério com todo o mobiliário, inclusive o Altar, também de autoria do arquiteto Gustavo Rosa. Em 2008, foi feita a pintura.

Já completamente pronta e recebendo os fieis, a Igreja Matriz Auxiliar foi dedicada no dia 26 de agosto de 2008.

 

Simbologia do Painel

painel matriz auxiliar

O painel da Nova Igreja Matriz é uma obra do artista plástico Cláudio Pastro, feita de vidrotil e inspirada na carta do Apocalipse 12.

"Um grande sinal apareceu no céu, uma mulher vestida de sol, tendo a lua debaixo de seus pés e na cabeça uma coroa de 12 estrelas".

No alto, a mão de Deus Pai; o Cordeiro Pascal, Jesus; e a Pomba, que representa Seu Espírito nos indicam a presença, neste local, de Deus de Amor, convidando-nos a participar do seu mistério: a sua vida, a Trindade, a Comunhão;Cristo, novo Adão, o esposo, coroa a Virgem, a nova Eva, imagem da Igreja;Um losango corresponde a “Jerusalém Celeste” que desce também neste local;As árvores correspondem ao “Paraíso”, aberto pelo Mistério Pascal de Cristo que desce também neste local; Os “Rios de Água Viva” que saem do trono do Cordeiro, fertilizando os quatro cantos da terra. Nessas águas, 12 peixes que indicam a plenitude, os 12 Apóstolos, correspondem aos cristãos, Igreja Apostólica Universal;As Palmas, flores e folhas representam os “Santos Celestes e Terrestres” que louvam o Senhor dia e noite.

 

Videos da Dedicação

Video da Dedicação da Nova Igreja Matriz

O que é a dedicação da Igreja, por Dom Roberto

 

Expediente

Seg. a sex. 9h às 18h, Sáb. 9h às 12h
E-mail: secretariaparoquial@pnsassuncao.org.br
Tel.: (22) 2643-0082

Bênção do Santíssimo Sacramento

Qui., às 18h (antes da Santa Missa), na Matriz Histórica

Batismo

Inscrições às terças, das 9h às 12h e 14h às 17h, na Matriz Auxiliar

Bênçãos de objetos (veículos, casas e outros)

Marcar previamente na Secretaria Paroquial

Matrimônio

Informações e entrega de documentos na Sec. Paroquial com a presença dos noivos